Pubicado em: qua, jul 31st, 2013

Notícia urgente: Mulher de Uberaba é morta a martelada em São Paulo

Americo2 Amerio1
Douglas Esteves Torres, 28 anos, foi preso na manhã desta terça-feira, 30 de julho, depois de matar a amásia, Liliane da Silva Folador, 29 anos, na cidade de Américo Brasiliense.
O acusado confessou a autoria do crime e está detido neste momento na delegacia da Polícia Civil local. O crime foi registrado dentro de uma residência – nos fundos de um bar -, localizado no cruzamento da Rua Matheus Anello com a Av. Luiz Dosualdo.
Segundo as primeiras informações, nesta manhã o acusado ligou para um amigo e disse que havia assassinado a mulher e precisava da ajuda dele para esconder o corpo.
Assustado, o amigo desligou o telefone e contou a história para a esposa, que comunicou o fato a Polícia Militar (PM), que foi até a residência de Douglas. Ele ainda tentou negar o crime, mas logo permitiu que um policial entrasse na casa e constatasse o homicídio.
O corpo da vítima estava em cima de uma cama e coberto com lençol. Havia bastante sangue. Torres usou uma corda de varal e um martelo para assassinar a mulher.
O casal tem dois filhos pequenos. Uma menina de 1 ano e 9 meses e um menino de 4 meses. A Perícia esteve no local e encontrou o martelo usado no crime. O corpo foi encaminhado para IML de Araraquara. O Conselho Tutelar deve procurar a justiça para determinar com quem ficará a guarda das crianças.
DEPOIMENTO – Na delegacia, durante depoimento, o acusado relatou que tinha um relacionamento conturbado com a mãe de seus filhos, com algumas separações. Ela, inclusive, havia voltado há poucos dias de Uberaba/MG, sua cidade natal.
“Ele disse que a mulher maltratava as crianças e, que nesta manhã, ela ameaçou amarrar a menina com a corda de varal. Durante a discussão, ele (Torres) agrediu a vítima com marteladas na cabeça e usou a corda para estrangular a vítima”, disse o delegado Dr. Edmar Piccolo Junior.
Este é o quarto homicídio registrado em Américo Brasiliense em 2013. O acusado será encaminhado para a Cadeia Pública de São Carlos.
Fonte: Gazeta de Américo